Um dos conceitos mais debatidos no marketing digital é o do funil de vendas. Será que ele funciona mesmo? Quais são as etapas essenciais de um funil de vendas? Como levar seus potenciais clientes até a compra por meio dessa ferramenta?

Essas são perguntas que você se faz todos os dias? Continue a leitura e descubra o que é funil de vendas, como ele funciona e como montar o seu!

Funil de vendas: o que é?

Funil de vendas é uma ferramenta que segmenta o comportamento do consumidor em etapas. Seu objetivo é ajudar a empresa a entender melhor o seu público e como ele toma decisões de compra.

Conhecendo o caminho percorrido pelos consumidores entre a descoberta de uma necessidade e a aquisição da solução, sua empresa tem mais condições de influenciar o processo de compra e conquistar o cliente antes mesmo que ele perceba.

Qual a importância do funil de vendas na sua estratégia de marketing?

Além de saber o que é funil de vendas, também é necessário entender qual sua importância no contexto de marketing e vendas.

O funil de vendas indica à sua equipe quais são as etapas percorridas por seus potenciais clientes quando estes estão em busca de uma solução como a que a sua empresa oferece. Desse modo, fica mais fácil oferecer à sua audiência aquilo que ela precisa para seguir adiante com o processo de compra.

Por meio do funil de vendas, também é possível identificar falhas no seu processo de captação, conversão e retenção de clientes. Assim, seu time de marketing e vendas pode agir proativamente para sanar as falhas e otimizar os resultados.

Quais são as etapas do funil de vendas?

Cada empresa desenvolve seu próprio funil de vendas com base em suas personas. No entanto, existem quatro etapas fundamentais:

consciência: quando o consumidor está percebendo que tem uma necessidade e sua empresa tenta atrair sua atenção com conteúdos genéricos, que o auxiliam a entender melhor a situação.

interesse: etapa em que o consumidor se aprofunda em suas pesquisas, faz comparações e inicia o processo de busca por uma solução adequada. É quando sua empresa oferece ajuda por meio de conteúdos mais aprofundados, como whitepapers.

decisão: momento em que o consumidor já entendeu o problema, sabe como deve solucioná-lo e já tem duas ou três opções de fornecedores para a solução. Falta aquele empurrãozinho final para a compra. É quando sua empresa oferece cupons de desconto e outras vantagens para que ele tome a decisão.

ação: é a etapa da compra propriamente dita, o que o não significa que a sua empresa já concluiu sua missão. É preciso garantir a satisfação do cliente e trabalhar a retenção, o que deve ser feito por meio de um acompanhamento personalizado.

Agora que você já sabe o que é um funil de vendas, pode começar a pensar no seu. Confira o post O funil de vendas no marketing de conteúdo e saiba como montar o seu em minutos!