Eu sei, nós falamos muito sobre estratégias de SEO aqui no blog do Bulldesk. Só quem se atenta às métricas e resultados do Marketing Digital sabe a importância que o orgânico tem no desempenho online de marcas e produtos. Sendo assim, olha lá a pergunta que não quer calar: você sabe o que é E-A-T?

Antes de mais nada, tenha em mente que o Google não nos dá de bandeja todos os fatores que ele considera ao ranquear páginas. Todo o conhecimento sobre o assunto é baseado em diretrizes publicadas pelo próprio Google, como o Quality Raters Guidelines. Além disso, a expertise dos profissionais que identificam as técnicas que atraem mais tráfego através de testes A/B (o chamado SEO Split Testing) também contribui muito para o direcionamento que damos às páginas.

Desse modo, o E-A-T surge como mais um direcionamento para rankear melhor no Google. A sigla significa o termo em inglês “Expertise, Authoritativeness and Trust”. Em tradução livre: expertise, autoridade e confiabilidade. Esse conceito faz parte das diretrizes de avaliação de qualidade do Google.

Apesar disso, por conta das diversas discussões sobre o que de fato é um fator de SEO para o Google, esse conceito só foi recentemente incluído na lista.

Mas afinal, o que é E-A-T?

O Google está constantemente tentando identificar o que é verdadeiro para fornecer as informações mais relevantes para seu público. E é justamente aí que o E-A-T entra. Numa publicação recente, o Google afirmou que apesar das suas máquinas não conseguirem saber identificar automaticamente saber o que é falso ou verdadeiro, elas são perfeitas para identificar expertise, autoridade e confiabilidade.

Portanto, meu caro, prepare-se para mostrar para essas máquinas que seu site possui autores especialistas que escrevam com informações científicas e mantenham o conteúdo em constante atualização. Por quê? Porque esses são alguns fatores que compõem o E-A-T da sua página.

Veja bem: você precisa ser uma autoridade no assunto de que está tratando e apresentar dados reais e confiáveis. Por conta disso, o E-A-T está muito ligado ao fato do Google preferir especialistas falando sobre o assunto: sabe aquele texto de Blog de saúde assinado pelo Doutor Dráuzio, por exemplo? Então, ele tem muito mais credibilidade do que um texto de saúde assinado pelo estagiário de marketing.

E como fazer o Google notar que meu site tem isso tudo, Bulldesk? Fica tranquilo e se liga na lista que fizemos com a forma com que os algoritmos do Google medem o E-A-T! Mas lembre-se: isso não é uma receita de bolo, o Google não nos fornece as informações sobre seu algoritmo assim. Tudo aqui é baseado nas publicações de diretrizes do Google e na expertise de especialistas em SEO e marketing digital.

O autor nos resultados

Conforme já mencionamos antes, o Google considera mais relevantes e confiáveis os autores de conteúdos ricos que possuem autoridade no assunto. Ou seja: que sejam especialistas.

O autor pode ser considerado um especialista pelo Google quando a busca por seu nome demonstra que ele realmente atua na área em que escreve. Portanto, se o blog do seu site for sobre arquitetura, por exemplo, nada como o autor dos textos ter diversos resultados no buscador que liguem seu nome ao assunto. Por causa disso, backlinks de sites confiáveis trazem muita autoridade ao nome do autor dos posts de seu site e, por consequência, à sua página.

Mas fique atento: o Google indica que consegue identificar aquelas menções espontâneas e verdadeiras daquelas que são compradas. Por isso, não adianta pagar para criar backlinks!

Informações científicas

É claro que, se a ferramenta baseia-se em confiabilidade ela se preocupa em entregar informações verdadeiras para os usuários. O Google não quer ser sinônimo de desinformação ou dados não verídicos. Por causa disso, o buscador confia (e ranqueia) melhor as páginas que apresentem evidências e pesquisas científicas sobre o assunto. Aquilo que o Google identificar como consenso no meio, é mais próximo do verdadeiro. Ou seja: você ganha em autoridade e confiabilidade.

Revisões constantes

O Google valoriza quem preocupa-se em manter seu conteúdo em constante atualização. Sabe aqueles posts que são revisados e melhorados um bom tempo depois de sua primeira publicação? Então, o Google percebe o que você está fazendo isso e considera essa ação ao medir o E-A-T da sua página.

Afinal, para os algoritmos, você está revisando o conteúdo e melhorando-o ao corrigir erros e inserir informações atualizadas. Contudo, essas alterações devem ser naturais, acompanhando a atualização reais das informações. Nunca atualize um texto sem algo relevante para mudar, visando apenas para alterar a data: o Google vê isso também, ok?

A reputação do seu produto ou serviço

De alguma maneira que ainda não está muito clara, o Google consegue medir a reputação da sua empresa. Seja através de comentários ou das próprias avaliações da ferramenta, uma coisa é certa: ele consegue medir a expertise do seu produto ou serviço e isso influencia na posição alcançada no buscador.

Portanto, capriche nas entregas ao cliente para deixar a reputação perfeita e alcançar um bom nível de E-A-T.

Como melhorar o E-A-T da minha página?

Já sabemos que é isso que você está se perguntando. Depois de saber um por um dos fatores envolvidos no ranqueamento, é importante agir para conseguir alcançá-los com maestria. Por isso, criamos mais uma lista muito útil para você: tudo que você precisa fazer ou conseguir para melhorar o E-A-T da sua página. Falta pouco, confere aí.

Tenha as melhores avaliações

Como deu pra perceber, o Google valoriza uma boa reputação. E nada diz mais diretamente sobre sua reputação do que as avaliações. Essas avaliações podem vir de fontes múltiplas: reviews de clientes ou da imprensa ou notas nas redes sociais. Uma coisa é fato: ele consegue identificar o consenso geral sobre você. E a plataforma também é ótima para identificar exceções, portanto não se preocupe tanto com aquela review ruim de um cliente: o Google sabe considerar a maioria positiva.

Outra alternativa é apostar no sucesso do cliente para garantir que as suas avaliações sejam sempre positivas e assertivas, contribuindo não só para o rankeamento no buscador mas também na decisão de possíveis clientes.

Seja mencionado em sites com grande autoridade

O Google permanece de olho nas menções sobre você. E mais do que isso: ele identifica os sites que possuem autoridade para falar. Justamente através de fatores como o E-A-T, o Google identifica quais sites são relevantes e valoriza muito as menções sobre você feita neles. Portanto, quanto melhor rankeado for o site, mais vale a menção feita ao seu negócio.

A autoridade gerada por backlinks relevantes “transfere” um pouco da autoridade destas páginas para a sua. Porém, não esqueça que o Google sabe bem quando essas menções são compradas e faz com que elas tenham menos peso no rankeamento.

Esteja presente nos fóruns

Sim, o Google valoriza o que os sites dizem mas também olha para o que os usuários dizem por conta própria. Por conta disso, as menções em fóruns também importam, mesmo que os autores sejam meros mortais (e não os especialistas mais experts no assunto).

Como os fóruns de internet são um ambiente fértil para o Google entender com quais palavras e temas as pessoas costumam relacionar sua marca na internet. Sabe aquele fórum do Yahoo Notícias que você não dá nem atenção? Então, o Google está vendo, viu?

E mais uma vez: o maior buscador da internet sabe identificar o que é espontâneo e o que é comprado ou fruto de uma estratégia de marketing digital. Portanto, vale ressaltar: ofereça o melhor produto que puder e desperte nos clientes a vontade de te recomendar.

O Google está notando! E aí, como será que está o E-A-T da sua página? Já sabe como melhorar ou otimizar o conteúdo que está disponibilizando? Se precisar de ajuda, é claro que pode contar com a gente!