Por mais que nós forneceremos para você diversos títulos prontos, onde é só copiar e colar, você precisa aprender a criar os seus próprios títulos.

Nessa seção nós vamos te dar algumas dicas e explicações de como você pode criar títulos impossíveis de serem ignorados.

Vale a pena lembrar que a utilização dessas estratégias não serve somente para títulos de emails, muito pelo contrário. Uma vez que você aprende é possível criar títulos para publicações de blog, anúncios, chamadas e para onde você quiser. Então bora lá?

Algumas dicas rápidas para você já ir pegando o jeito:

  • Mantenha o título curto e fácil de ler. “Short and sweet”
  • Utilize o nome de um remetente conhecido
  • Personalize com informações do contato
  • Não faça falsas promessas
  • Diga o que tem dentro
  • Se ligue no timing
  • Crie um senso de importância
  • Utilize números
  • Escreva uma pergunta
  • Não tenha medo de inovar
  • NÃO UTILIZE CAPS o tempo todo
  • Muito menos exclamações!!!!
  • Nunca inclua uma pergunta e afirmação ao mesmo tempo
  • Aproveite-se do texto de preview
  • Sempre faça um teste A/B

Além disso listamos abaixo 5 elementos que irão servir como a base para você começar a criar os seus títulos.

1) Personalização:

Quem não gosta de receber algo personalizado? Pois é, a grande maioria. Só que aqui você precisa ir além do óbvio.

A maioria das empresas faz o que, vai lá e coloca apenas o “Primeiro Nome” no assunto do email.

Acaba ficando algo do tipo como “Pedro, uma novidade para você!”.

A real é que isso já está muito manjado, às pessoas já se tocaram que isso é muito comum e por isso muitas vezes acaba não sendo um fator que vá realmente ajudar você na abertura dos seu emails.

Por isso quando eu falo em personalização eu falo em utilizar todas as informações que você tem desse respectivo contato.

Eu não sei se você sabe mas algumas ferramentas permitem que você vá muito além do primeiro nome e possa utilizar qualquer informação que você tenha.

Ou seja você pode utilizar um título que envolva nome, profissão e empresa. Onde, nome = Pedro, profissão = RH e empresa = ACME/SA

“{{ primeiro_nome }}, vocês já usam essas 5 ferramentas para {{ cargo }} aí na { empresa }}?

“Pedro, vocês já usam essas 5 ferramentas para RH aí na ACME/SA?”

O importante é na hora em que você estiver montando a sua lista de e-mails, os seus formulários tenham campos que coletem essas e outras informações sobre os seus leads.

Lembre-se, quanto mais criativo você for mais chances você tem de se destacar na caixa de entrada dos seus leads. *Fuja daqueles títulos promocionais e genéricos como “Confira a nossa mega oferta”, “Veja esse nosso novo conteúdo do blog”, e por aí vai…

Um outro exemplo de personalização poderia ser quando você utiliza informações do comportamento dos seus leads a seu favor.

Por exemplo, se um lead baixou um ebook da sua empresa, você pode criar um email com um título relacionado a isso. Como por exemplo: “Joana, uma estratégia extra para você que baixou o e-book Guia do Bordado”.

2) Escassez

Escassez é um gatilho bem poderoso que você também pode utilizar, quando dosado corretamente, para aumentar os seus resultados de abertura de emails.

Quando algo é escasso é ativado algo na nossa mente chamado de FOMO, Fear Of Missing Out, ou seja, “Medo de Ficar de Fora“.

Ninguém gosta de ficar de fora de algo, certo? Seja de uma roda de amigos, de um aniversário ou de qualquer outra situação. É por isso que você também pode e deve utilizar a escassez nos seus títulos de e-mails.

Ao mesmo tempo, você só deve utilizar a escassez se ela realmente existir. De nada adianta dizer que você tem “últimas vagas” sendo que na verdade não preencheu nenhuma. Isso pega muito mal.

Então se você realmente tem algo único e escasso, utilize isso ao seu favor. Eu poderia utilizar algo do tipo “Rafael, aplique-se para a mentoria com o Marcel. São apenas 5 vagas disponíveis” ou como o exemplo abaixo do Hotel Urbano referente a Black Friday:

“Os favoritos da Black Viagem: ainda dá tempo”

3) Faça perguntas

Ao fazer perguntas você gera curiosidade. Gerando curiosidade você gera aberturas. A curiosidade é algo que nós carregamos dentro de nós desde quando éramos crianças e o adulto nada mais é do que uma criança que cresceu.

Você pensar em coisas como:

  • “Será que você faz esses 4 itens na hora de enviar um email marketing?”
  • “Você já está sabendo o que vai acontecer no dia XX/XX?”
  • “Qual desses 8 erros você comete quando faz o fechamento mensal da sua empresa?”
  • “Você pensou nesses 4 pontos na hora de abrir a sua empresa? Talvez ainda não seja tarde para corrigir.”
  • “Já imaginou se a sua meta fosse batida antes do fim mês?”

Enfim, dá para fazer várias perguntas, a pessoa vai clicar nem que seja só por curiosidade. Pode testar, funciona.

4) Use números

Números são super eficientes para ajudar a prender a atenção do leitor. Além de dar uma noção de organização, números passam uma certa confiança, mostra que algo tem uma certa precisão.

Acima tem alguns exemplos, mas você pode utilizar coisas como

  1. “Saiba como crescemos 43% em 2015”
  2. ”Como aumentar seus leads em 50%”
  3. “7 ideias para converter mais nas suas Landing Pages”.

Apenas lembre-se de utilizar números reais e que façam sentido. Não coloque números genéricos e que talvez nem sejam reais.”

5) Menos é mais

Na hora de criar um título de e-mail, lembre-se de que menos é mais. Não tente fazer algo mirabolante, muito grande e cheio de informações. Quanto mais curto e objetivo você for melhor.

Faça para transmitir toda a informação necessária em uma única linha, não invente muita coisa e nem seja genérico demais.

E na hora de enviar o e-mail, pense se você abriria esse e-mail. Se você tem plena certeza que sim, então tudo bem, faça o envio. Do contrário repense melhor o seu título.

Afinal, do que adianta ter um mega conteúdo dentro de um e-mail, ou uma super promoção sendo que ninguém vai abrir ele?